Artemisia absinthium (Absinto, Losna) - 500 gramas
Seja bem-vindo!!!
Olá Viajante! - 22/04/2019
Busca
 
   Inicio » Catalogo » Medicinais » desidratado    
ANULAR FRETE GRÁTIS E PAGAR POR SEDEX

» Afrodisíacos (3)

» Calmantes (11)

» Etnobotânicos (14)

» Medicinais (8)

» Aromáticos (6)

» Plantas Vivas (1)

» Outros Itens (28)

» Sementes e Esporos (23)

» Super Alimentos
Quem Somos
Como Comprar
Condições de Uso
Frete e Devoluções
Ler Opiniões
Privacidade e Segurança
Rastrear Pedidos
Código de Defesa do Consumidor
Fale Conosco
Fazer comentárioEscreva um comentário sobre este produto
Artemisia absinthium (Absinto, Losna) - 50 gramas
[desidratado]
Artemisia absinthium (Absinto, Losna) - 50 gramas
Você deve fazer o login
para visualizar os preços!



Adicionar:    



 INFO

Família: Asteraceae
Especie: Artemisia absinthium L.
Nomes comuns: absinto, artemísia, losna, sintro, amargosa, wormwood, vermute.

Na Grécia Antiga, esta planta era dedicada à deusa Ártemis (Diana, entre os romanos, deusa da caça e da castidade). Daí a origem de seu nome científico.

É uma erva originária da Europa e da Ásia, de folhas recortadas de cor cinzenta, de sabor amargo e que é utilizada como planta medicinal e na fabricação da bebida alucinógena conhecida como absinto, entre outras bebidas.

O licor de absinto, também chamado de "fada verde", era muito apreciado por famosos poetas e artistas como Van Gogh, Rimbaud, Baudelaire e Toulouse-Lautrec, entre outros, que o tinham até mesmo como fonte de inspiração.

Foi utilizado ainda para diversos fins medicinais, especialmente relacionados ao trato gástrico. Foi chamada "mãe de todas as ervas" pelos egípcios, tendo sido uma planta conhecida em praticamente todas as culturas e civilizações.

Toxicidade:
O absinto contém tujona, que se pensou outrora ser relacionado com o THC (tetraidrocanabinol), mas sabe-se agora que é um antagonista dos receptores GABA-A.
A tujona é uma substância química psicoativa que pode causar convulsões semelhantes às epilépticas e insuficiência renal quando ingerido em grandes quantidades.

O licor de absinto era preparado com várias plantas, e não apenas a losna, que juntas provocavam a incoxicação e, por vezes, estados delirantes. O referido licor era de alto teor alcoolico (acima de 50%), o que também influcneiava sua toxicidade. Existem vários registros de mortes no século XIX relacionados ao consumo excessivo de absinto.
Além disso, os estudos demonstraram que o uso crônico pode provocar danos neurológicos permanentes.
 

Dúvidas sobre este produto? Consulte-nos!


 
Heimia salicifolia (Sinicuichi) - 25 gramas
Heimia salicifolia (Sinicuichi) - 25 gramas
Calea zacatechichi (Erva dos Sonhos) - 25 gramas (folhagem)
Calea zacatechichi (Erva dos Sonhos) - 25 gramas (folhagem)
     Catálogo de Produtos | Mapa do Site